Exibir tudo

Por Tatiane Milani (mestranda – Unisinos)

O livro As reformas da Igreja Católica: Posturas e processos de uma mudança em curso de João Décio Passos, doutor em Ciências Sociais, traz um estudo analítico aprofundado do pontificado de Francisco. A partir de um olhar sociológico, o autor aprofunda as contradições percebidas a partir das manifestações reformadoras do Papa Francisco, que versam tanto sobre o posicionamento de fiéis cristãos, até as opiniões diversas da própria hierarquia católica.

Passos apresenta ao leitor um movimento esclarecedor do contexto católico para a chegada de Francisco ao cargo de papa, e também explicações essenciais sobre a formação da hierarquia da Igreja e como isso implica nos posicionamentos favoráveis ou não às posturas e dinâmicas do Papa Francisco. Outro aspecto interessante do livro é o contexto realçado pelo autor sobre como a tradição católica vinha ocorrendo com papas anteriores, assim como o motivo da entrada de um argentino para atuar como líder do catolicismo.

Para quem pesquisa sobre a temática de religião, é um excelente livro com respostas a questões que surgem com o pontificado de Francisco em relação a toda uma estrutura institucional tradicional. Para isso Passos divide a obra em quatro partes, passando de um viés que situa o leitor no cenário proposto pelo Papa Francisco, e em que condições ele passa liderar a Igreja Católica; perpassa questões teóricas, a fim de perceber categorias analíticas para observar os diferentes posicionamentos sobre as proposições do Papa Francisco; e também faz um apanhado das possibilidades de reformas pretendidas pelo papa tanto a nível de Cúria Romana como do próprio papado.

Na primeira parte do livro Passos faz um apanhado dos processos de reformas, explicitando como elas podem acontecer na conjuntura de um pontificado. Nesse sentido, o autor faz um recorte sociológico para analisar o atual momento em que se insere o Papa Francisco. a partir disso traz os desafios de uma transformação, e analisa as mudanças a partir dos tipos de dominação weberianos (tradicional, carismático e racional).

Ainda na primeira parte, o autor faz recorte sobre as oposições encontradas às reformas iniciadas pelo Papa Francisco. Posso chamar a atenção pela forma com que o autor organiza esse material, observando os posicionamentos contrários ao Papa Francisco categorizando-os em tipos. Nessa parte Passos indica posturas que vão desde fiéis católicos e pessoas que nem se identificam como cristãs, até as divergências e tensionamentos encontradas por membros da própria Igreja.

Na segunda parte do livro o autor trabalha com as origens e os métodos das reformas concretizadas pelo Papa Francisco. O autor relaciona as transformações de Francisco a partir do contexto da tradição da instituição, e sobretudo a tradição cristã; também embasa esse contexto em outras temporalidades, que não apenas no período de Francisco. Além disso, Passos analisa o pontificado à luz do Concílio Vaticano II, momento em que ocorre as principais mudanças na Igreja Católica.

Na terceira parte da obra, Passos indica os desafios e as possibilidades das transformações pretendidas do pontificado de Francisco. Para isso o autor olha os dois aspectos pelo viés da legitimidade e da viabilidade, apontando para o contexto histórico do cristianismo, em que a esfera geral se altera “como uma espécie de mandado reformador procedendo da própria fé”. Na última e quarta parte Passos pensa as reformas a partir de eixos centrais, nesse caso a Cúria Romana e o próprio papado. Nesses capítulos as ações empreendidas pelo Papa Francisco são observados a partir de questões hierárquicas e burocráticas.

Para finalizar o livro, Passos analisa detalhadamente as recepções em relação às reformas franciscanas, priorizando a forma com que o próprio Papa pede que as transformações acorram. De modo geral, o livro expõe um excelente conteúdo reunindo pesquisas e análises do pontificado de Francisco, o que responde questionamentos que emergem de todo esse contexto.

Detalhes Técnicos

ISBN: 9788532656766

Páginas: 320

Edição: 1

Idioma: PORTUGUES

Formato: (13,7 x 21,0)

Lançamento: 2018

 

Ficou interessado? Adquira a obra no <<<site da Vozes>>>.

Sobre a autora da resenha

Tatiane Milani é mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação pela Unisinos e graduada em Comunicação (Jornalismo) pela UFSM campus de Frederico Westphalen. Desenvolve pesquisas com ênfase em temas como: mídia e religião, Igreja Católica, Papa Francisco, midiatização, circulação e imagem.

mm
Mídia, Religião e Sociedade
O "Mídia, Religião e Sociedade" se dedica à promoção de conteúdo acadêmico sobre o tema Mídia e Religião. Conheça pesquisadores da área, acesse entrevistas, artigos, livros e teses no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *