Exibir tudo
Alexander Fajardo

RESUMO

O objetivo deste texto é comunicar a pesquisa que foi empreendida sobre as maneiras e as formas como os evangélicos brasileiros, protestantes tradicionais e pentecostais, usaram o rádio como principal mídia na comunicação de sua mensagem no Brasil a partir da década de 1930. Buscamos entender quais foram os principais passos, objetivos, motivações e dificuldades que tiveram no decorrer das décadas. Para isso pesquisou-se em jornais e revistas o registro dessa inserção, principalmente na chamada época de ouro do rádio nos anos 40 e 50. No decorrer das investigações ficou bem claro que o pentecostalismo foi o movimento que melhor se adaptou à era do radio , talvez pela sua ênfase maior na oralidade. Daí o crescimento nas décadas de 60 a 80 dos segmentos que empregaram, inicialmente, o rádio, e nas décadas seguintes, a televisão. Ao lado do crescimento no número de fiéis houve também um envolvimento das igrejas, de suas lideranças e de empresários evangélicos no cenário político. O resultado foi a conquista de um significativo número de estações de rádio concedidos pelas autoridades governamentais para os grupos e igrejas que ajudaram na eleição desses políticos. Por fim, averiguo-se o fenômeno da cultura gospel, o aparecimento do consumismo e do entretenimento, privilegiando-se na análise o papel que a música gospel e o rádio têm desempenhado no decorrer desse período.

Leia a dissertação <<<A atuação dos evangélicos no rádio brasileiro: origem e expansão>>> por Alexander Fajardo ou baixe diretamente no site do programa de pós-graduação em Ciência da Religião da Universidade Metodista de São Paulo.

Confira outros textos de <<<Alexander Fajardo>>> publicados no Mídia, Religião e Sociedade.

mm
Mídia, Religião e Sociedade
O "Mídia, Religião e Sociedade" se dedica à promoção de conteúdo acadêmico sobre o tema Mídia e Religião. Conheça pesquisadores da área, acesse entrevistas, artigos, livros e teses no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *